fbpx

Véu, matilha ou voillete? Eis a questão…

Entre as várias decisões que uma mulher precisa fazer em relação a seu casamento, escolher se irá vestir o véu ou a mantilha é uma delas. A preocupação em saber qual acessório é melhor e se vai combinar com o vestido é uma grande preocupação.

O casal deseja que o grande dia seja perfeito e para que isso aconteça pensam sempre com muito cuidado sobre cada detalhe.

Há diversas opções de modelos que podem ser utilizados pelas noivas para que o look completo fique perfeito e devido a esse fator, muita confusão pode ser causada na hora da escolha.

Qual a diferença entre o véu de noiva e a mantilha de renda?

O Véu

O véu é uma peça que é bastante utilizado por noivas em diferentes culturas ao longo dos anos. É comum que seu uso seja apenas para completar o modelo do vestido e até mesmo como parte de ritos religiosos.

Na cor branca, o véu, é um símbolo que demonstra a fidelidade, a pureza, da mulher que estiver o usando e é uma parte importante da passagem da noiva que abandona a vida solteira e inicia a vida casada.

É uma tradição muito antiga e é comum que seja a escolha mais tradicional, porém o que torna difícil para a mulher é: qual o véu deve ser usado?

Há vários tipos de véus por isso é bom que a noiva escolha aquele que mais se encaixe com o seu perfil e com os detalhes do vestido, pois essa peça deve combinar com o restante dos itens.

1 – Véu longo

O véu longo também é conhecido como o véu catedral. Essa é a escolha mais tradicional e pode chegar até dois metros de cumprimento.

Esse véu é muito utilizado por noivas que usam vestidos longos e se casam a noite.

2 – Véu cotovelo

O tamanho desse véu deve ser a altura dos cotovelos da mulher que estiver o usando, pois como o nome sugere, trata-se de um véu personalizado.

É um véu utilizado com diferentes tipos de penteados e tem como objetivo acentuar a cintura da noiva.

Indica-se que esse véu seja usado com vestidos mais simples e em casos onde o vestido é longo, o ideal é que o modelo não tenha cauda.

3 – Véu ponta de dedo

O nome desse véu é devido ao seu cumprimento que chega até os dedos da noiva.

Não deve ser usado com vestidos curtos, é mais comum que as noivas vistam esse véu quando o modelo é curto.

A mantilha

A mantinha também é uma peça bastante utilizada por noivas e sua origem é hispânica. Assim como o véu possui um significado, demonstra que a noiva é pura e jovem.

É um adereço muito parecido com o véu, já que cobre os cabelos e os ombros, e é equivocadamente chamam o véu que possui aplicação de rendas nas bordas de mantilha.

Portanto é comum que algumas noivas utilizem esse tipo de véu como se fosse uma mantilha, porém não é.

Normalmente a mantilha é importada e é tradição que essa peça seja passada por gerações, de mãe para filha, e sua construção é feita com tecidos pesados e tradicionalmente seu trabalho é feito com rendas.

É recomendado que a mantilha seja usada apenas em vestidos que não tenham renda, mas é possível vestir esse acessório caso a renda da mantilha e a do modelo do vestido sejam a mesma.

Deve-se tomar cuidado para que o visual não fique muito poluído, já que é comum que o uso incorreto dessa peça facilite a noiva cometer esse erro.

Mantilha ou véu? Escolha a melhor pra você!

A escolha da mantilha de renda ou do véu de noiva poderá depender muito da identificação da mulher com essa peça que é bastante tradicional. Independente da escolha, é preciso que esse adereço faça a noiva feliz!

Véu ou mantilha? Qual você goste mais? Deixe nos comentários e compartilhe o texto em suas redes sociais!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *